Quais reuniões podem ajudar os esforços para um programa de membros?

O MPP descobriu que muitas vezes você não precisa criar novas funções para compor o seu programa de membros, pelo menos no início. Às vezes, você nem precisa de novas habilidades. Você só precisa de novas reuniões para juntar todos os seus funcionários com habilidades relevantes para o programa, de toda a sua organização. 

Veja onde existem funcionários com habilidades cruciais para um programa de membros em toda a sua organização — no setor editorial, de produto e de crescimento de público, por exemplo — e reúna essas pessoas regularmente para assim formar a sua equipe de membros. 

A decisão entre desenvolver uma equipe de membros interdisciplinar, mas ad-hoc, ou um departamento de membros em tempo integral, dependerá muito do tamanho e dos recursos de seu veículo. Mas o perfil do programa de membros do seu meio de comunicação também desempenha um papel. Se você vê a adesão como uma disciplina a ser introduzida na organização, por exemplo — um método vital de engajamento, mas que talvez não seja parte integrante do seu modelo de negócios — uma equipe ad-hoc pode fazer sentido. Se o programa é (ou se tornará) parte indispensável de seu engajamento e de suas receitas, desenvolver uma equipe dedicada só a isso pode ser o caminho certo para você.

Aqui estão alguns exemplos de como as redações têm usado as reuniões para apoiar as suas iniciativas de membros.O Chalkbeat, nos EUA, tem feito isso com seu “AudSquad”. A gerente de marketing sênior Kary Perez disse que, em um mundo ideal, o Chalkbeat teria uma equipe exclusiva de desenvolvimento de público, mas que, por enquanto, o AudSquad cumpre essa função. Uma vez por semana, funcionários de toda a organização se reúnem para avaliar o crescimento do público e questões de desenvolvimento, tais como: Como criamos novos produtos que professores / pais podem usar para criar novos laços entre si? Como podemos ter um relacionamento significativo com nossos membros? Como podemos fazer um leitor casual avançar através do funil de membros?

 

Como o Chalkbeat formou seu AudSquad interdisciplinar

Você pode não precisar contratar novos funcionários para tocar a estratégia do seu programa de membros. Um novo esquadrão interdisciplinar p

O Bristol Cable, no Reino Unido, organiza as suas áreas estratégicas usando um modelo de “círculos”, que reúnem integrantes de todos os setores do veículo. O círculo do programa de membros do Cable é dividido em círculos de conversão, engajamento, tecnologias de membros e comunicações. Cada círculo tem sua própria liderança e inclui funcionários de vários departamentos. O círculo de comunicações, por exemplo, é responsável pela marca, RP, comunicações dos membros e newsletters. É liderado pelo co-fundador do Cable, Alon Aviram, que é responsável por convocar e gerir o grupo, bem como pela coordenação com outros líderes de círculos. O líder de adesões de membros e distribuição Lucas Batt e o repórter Matty Edwards também fazem parte do círculo (As letras em cada círculo são as iniciais dos membros da equipe).

O organograma circular do Bristol Cable, junho de 2020

Ao longo do ano passado, este modelo permitiu que a pequena equipe do veículo distribuísse e executasse de forma mais eficaz os trabalhos ligados a membros, pois conexões comuns entre os círculos garantem que uma parte do trabalho não se torne nunca isolada.

 

Como o Bristol Cable coordena seu programa de membros como uma cooperativa

Para evitar uma infraestrutura hierárquica que fosse na contramão de seu modelo cooperativo, o Bristol Cable usa um modelo circular de aloca

Na outra ponta do espectro, o The Daily Maverick, na África do Sul, tem uma equipe de sete pessoas cuja principal responsabilidade é apoiar o seu programa de membros (chamado Maverick Insider) e as rotinas de membros, com funções específicas, incluindo promover webinars e eventos, gerenciar a comunidade e atendimento ao cliente . Toda a equipe do Insider se reúne uma vez por semana para “afinar o tom” entre si e solucionar problemas, mas também há reuniões menores para realizar trabalhos direcionados em áreas como webinars, eventos e marketing. Profissionais de outras áreas do Diário Maverick comparecem, se necessário.

“A maioria da equipe trabalha em tempo integral nas atividades para membros, [mas] tentamos formular nosso programa de forma que esses funcionários também se envolvam naturalmente em outras áreas da organização. Por exemplo, os webinars começaram como um benefício para membros, mas evoluíram e se transformaram em iniciativas de jornalismo ao vivo para um público mais amplo, que agora fazem parte dos esforços para obtermos novos membros. Estas atividades são gerenciadas pela equipe de membros e requerem coordenação com jornalistas e editores para a promoção desses eventos”, disse ao MPP o editor e CEO do Maverick, Styli Charalambou.

 

Como o Daily Maverick aumentou gradualmente a equipe do seu programa de membros

A equipe cresceu de duas pessoas dedicadas parcialmente à membresia para sete pessoas dedicadas exclusivamente ao programa.