E se cometemos um erro técnico no passado?

Alguns de vocês podem estar tendo que lidar com desafios técnicos herdados de decisões tomadas no passado. Essas “bagunças” podem significar um desafio para o seu programa de membros. 

O que queremos dizer com “bagunça”? Alguns exemplos: 

  • Um ex-executivo assinou um contrato longo e vinculativo com um sistema que não funciona bem.
  • Você está preso a um contrato corporativo com outras entidades / organizações irmãs.
  • Alguém cometeu um erro em uma implementação de uma tecnologia. As unidades não estão mais conectadas e seus dados não podem se comunicar entre os componentes de seus recursos tecnológicos. 
  • Um funcionário importante saiu da empresa sem deixar “as chaves” para uma ferramenta ou parte do código-base.
  • Você está preso em um CMS desatualizado que não permite incluir chamados para a ação que incentivem os leitores a se tornarem membros. 

Todas estas são tecnologias essenciais para a criação de um programa de membros, e esses cenários podem dificultar a execução de sua estratégia.

Também é possível que você não tenha ideia de que tem uma bagunça nas mãos. Aqui estão algumas verificações simples que você pode executar para ter certeza de que seus recursos estão funcionando de maneira eficaz: 

  • Inscreva-se em sua própria lista de e-mails. Você recebeu o e-mail correto? Você foi adicionado às listas corretas?
  • Torne-se um membro: Você é devidamente etiquetado no CRM? E quanto ao ESP? 
  • Teste tudo o que for importante: Teste seus formulários de inscrição, suas páginas de checkout de pagamentos, etc., em diferentes dispositivos móveis e em diferentes navegadores. Um serviço de e-mail como o Litmus pode ajudá-lo a ter certeza de que seus e-mails são exibidos corretamente em todos os principais clientes de e-mail.

Você também pode ter tomado uma decisão que acarretou em consequências à medida que as necessidades da sua organização evoluíram:

  • Seu público pode ter aumentado, o que exigirá um novo provedor de serviços de email capaz de comportar listas maiores.
  • Sua organização pode estar entrando em um novo mercado, o que exigirá que você ofereça suporte a outras moedas. 
  • Um fornecedor pode ter fechado as portas, o que pode exigir que você faça a transição para um novo serviço.

É particularmente importante que veículos pequenos e em crescimento documentem e mantenham um registro separado de seus indicadores-chave de desempenho (KPIs). Em 2019, o site de notícias Billy Penn, da Filadélfia, foi adquirido pela WHYY, o meio de comunicação público da cidade. Como resultado dessa fusão, foi necessário integrar dois sistemas de membros separados. 

Quando o Billy Penn deixou a sua proprietária anterior, a Spirited Media,  foi configurado um conector entre os principais recursos tecnológicos de membros — o conector Salesforce-Mailchimp-Stripe do News Revenue Hub. Embora o Billy Penn pudesse transferir os seus dados, perdeu todas as informações históricas sobre seus membros — por exemplo, sua história de envolvimento com as newsletters do Billy Penn. “Foi frustrante no início”, disse Danya Henninger, editora do Billy Penn, observando que não dispor dessa informação tornava mais difícil alcançar os leitores com pedidos de adesão. 

Henninger disse que, se pudesse voltar no tempo, gostaria de ter frequentemente baixado as principais métricas de monitoramento para que o Billy Penn não tivesse perdido as informações quando fez a transferência entre os sistemas. “Não importa quais sejam seus recursos tecnológicos, mantenha seus próprios registros”, disse ela. “Mantenha seus KPIs e identifique-os para seu próprio uso futuro, mesmo se não estiver usando esses dados no presente.” 

A atualização de sistemas técnicos pode produzir novas bagunças técnicas que você precisará resolver mais tarde, portanto, avalie os custos e os benefícios. Isso é particularmente verdadeiro quando uma atualização envolve a migração de grandes quantidades de conteúdo e dados para um novo sistema. O risco de perda de dados na migração deve ser compensado pela recompensa obtida em funções mais poderosas. Certifique-se de inserir em seu orçamento o tempo e os recursos necessários para a atualização.

Este é o caso do Billy Penn; embora a equipe do Billy Penn aprecie a flexibilidade e facilidade de uso do News Revenue Hub, ela está ansiosa para a sua eventual integração ao sistema da WHYY, para que assim possa acessar o enorme banco de dados de e-mail de seu novo parceiro. A lista do Billy Penn tem cerca de 25 mil assinantes — a da WHYY tem mais de 250 mil contatos. 

“Isso é o que me convenceu de que o Billy Penn deveria mudar de plataforma: a possibilidade de fazer todos os tipos de segmentação e lógica inteligente”, disse Henninger.

Matt Kiser, do WTF Just Happened Today, teve que migrar seus dados duas vezes — um processo demorado, mas que acabou valendo a pena em ambos os casos. Este estudo de caso oferece conselhos sobre como fazer com que os seus membros transfiram de sistema junto com você.

 

O que o WTFJHT aprendeu com uma má escolha de tecnologias para o seu programa de membros

O fundador do WTFJHT, Matt Kiser, está em seu quarto processador de pagamentos desde o lançamento em 2017.