Formando uma equipe para a estratégia do programa de membros

Quem em sua equipe vai fazer todo o trabalho que recomendamos neste manual? Quais são os recursos humanos necessários para lançar um programa de membros e gerenciá-lo com sucesso?

Não há respostas simples para essas perguntas. Existem dezenas de variações nos cargos relacionados a programas de adesão, de gerente de membros a diretor de desenvolvimento e especialista em crescimento de público.  

Há também várias opções na hora de definir em qual área administrativa de seu veículo o programa vai se encaixar. Em alguns meios, quem cuida do programa terá um cargo de nível executivo, enquanto, em outros, gerenciar o programa é só uma das muitas tarefas atribuídas a alguém com um cargo mais abrangente, como editor de engajamento. 

As funções conectadas a membros podem ser editoriais, ligadas a crescimento e engajamento de público ou do setor comercial. A forma de inserir o programa em seu organograma terá implicações para a sua estratégia de membros como um todo. Atribuir a responsabilidade sobre o programa ao setor comercial provavelmente significará que o seu programa terá como foco a arrecadação de fundos, enquanto uma função vinculada ao setor editorial priorizará o engajamento. 

As responsabilidades sobre os membros podem ser difundidas por toda a organização. O MPP acredita que, se seu veículo está buscando um modelo de membresia abrangente, o programa deve dizer respeito a vários setores do seu meio de comunicação, não podendo ser totalmente restrito a uma função, ou mesmo a um departamento. 

Em reconhecimento a esta variedade de opções, o MPP se refere aos funcionários de um meio de comunicação que trabalham com membros como funcionários ligados a membros. O Guia de Receita e Engajamento de Público do Tow Center os define assim: “Profissionais dedicados em algumas ou todas as suas tarefas profissionais a falar e a trabalhar com membros e outros apoiadores (…) incluindo redatores, gerentes de comunidade, desenvolvedores, angariadores de fundos, gerentes de projetos e programas, designers e pesquisadores de usuários.”

Qualquer que seja o modelo de programa que você deseja desenvolver, o MPP reconhece que realizar novas contratações costuma ser um obstáculo para pequenas redações. Para veículos jornalísticos formados por uma única pessoa, que são cada vez mais comuns, a contratação de membros pode ser extremamente difícil.

Tudo isso torna a composição de uma equipe para um programa de membros um grande obstáculo. 

Uma vez que montar a equipe pode ser um desafio, esta seção começa com foco nas habilidades necessárias para um programa de membros. Oferecemos sugestões sobre quais habilidades são fundamentais para um veículo organizado para membros e quais habilidades são desejáveis. 

Também diferenciamos quais habilidades (e tarefas) são necessárias para gerenciar o seu programa de membros e quais são necessárias para gerenciar as suas rotinas de membros. Esta seção também oferece conselhos sobre como decidir quanto tempo sua redação deve dedicar a cada uma dessas categorias.

Depois de identificar as habilidades de que precisa, você pode pensar sobre as funções de que necessita e em qual setor de sua organização a equipe responsável por seus membros vai se situar. Ao final desta seção, você pode vir a descobrir que não precisa de novos funcionários, apenas de novas maneiras de trabalhar com aqueles de que já dispõe. Se você perceber que, afinal, precisa contratar alguém, começar pelas habilidades, e não pelas funções, o ajudará a descrever uma definição de vaga em sintonia com as necessidades de seu veículo.

Nesta seção, o MPP fornecerá:

Uma lista de verificação de habilidades para montar e gerir o programa de membros
Um esquema de tarefas contínuas e periódicas para gerenciar o trabalho do programa
Descrições de cargos para funções práticas ligadas a membros 
Conselhos para a resolução de problemas que o ajudem a resolver desafios comuns em um programa de membros