Como um programa de membros se diferencia de um crowdfunding?

Em um modelo de crowdfunding, os membros do público oferecem uma contribuição única para apoiar um projeto específico. O financiamento coletivo pode funcionar bem para publicações que têm uma ideia que pode ser testada com uma arrecadação de fundos feita uma só vez, e também para aquelas iniciativas que têm fôlego para um sprint, mas não para uma maratona. Este modelo de financiamento é uma boa forma de testar o entusiasmo por uma ideia, antes de reorganizar toda a sua redação. Também proporciona que um veículo aprenda mais sobre os seus apoiadores.

Muitos meios de comunicação que eventualmente adotam um modelo de membros começaram com uma campanha de crowdfunding, tratando esta campanha como um teste para descobrir se as pessoas estão dispostas a apoiar significativamente o seu veículo.

Alguns veículos fazem uma série de campanhas de crowdfunding antes de realizarem a transição para o apoio recorrente por meio da adesão de membros, como é o caso da La Silla Vacia, na Colômbia. Outras consideram os contribuidores de seus financiamentos coletivos como os seus primeiros membros, e efetuam a transição para um programa de membros imediatamente, como fizeram o Krautreporter, na Alemanha, e o De Correspondent, na Holanda. Outras organizações, como o The Tyee, no Canadá, continuam a realizar campanhas de crowdfunding para iniciativas específicas, mesmo depois de lançarem o seu programa de membros.

 

Como o The Tyee planeja uma campanha de crowdfunding em uma semana

Cada campanha é construída ao redor de uma fórmula de teoria da mudança e segue um modelo já testado pelo tempo.