Como podemos oferecer pedidos de participação adequados?

O cultivo da participação do público começa a partir da oferta de pequenas oportunidades que formem um hábito de envolvimento com a sua organização, de modo que os membros se sintam mais do que apenas consumidores do seu jornalismo. 

É importante combinar os seus pedidos de participação com o nível de relacionamento que os membros do público têm com o seu veículo e com o tempo que eles têm disponível. À medida que seu relacionamento se aprofunda, a profundidade de sua participação também pode se aprofundar — ou talvez não. Você precisa oferecer caminhos flexíveis para a participação, se quiser ter um grupo diversificado de participantes. 

Algumas organizações de notícias atendem a essa necessidade simplesmente listando as várias maneiras pelas quais alguém pode participar com o seu site e deixando o público escolher, como faz o The Local Europe. Eles oferecem aos membros do público a oportunidade de assumirem o controle da conta do The Local Europe no Instagram, de contribuírem para uma série sobre carreiras profissionais ou de apenas falarem com alguém sobre o site. 

Esse método funciona, mas as oportunidades de participação tornam-se ainda mais poderosas quando você direciona o seu pedido. À medida que você conhece os membros mais engajados do seu público, você desenvolve a habilidade de conseguir fazer a pergunta certa à pessoa certa. 

O MPP descreve essa jornada de participação progressiva como uma escada que os membros do público sobem conforme participam mais profundamente de seu trabalho, estabelecendo uma rotina nesse processo. As formas mais simples de participação estão no degrau inferior. Sua escada pode ser organizada de acordo com a quantidade de tempo, conhecimento, esforço ou experiência necessária para a participação em cada degrau.

Poucas redações aplicaram esse nível de rigor para entender como os membros de seu público se envolvem além do apoio financeiro, então o MPP se voltou para movimentos dirigidos por membros em áreas fora do jornalismo em busca de ideias em um relatório de 2019

Aqui está um exemplo da ciência cidadã, que é um tipo de pesquisa científica que é pelo menos em parte conduzida por não cientistas. Se a ciência cidadã oferecesse apenas oportunidades de participação que só cientistas treinados pudessem prover, o movimento perderia rapidamente o fôlego. Em vez disso, eles oferecem diversas oportunidades, incluindo coletas de dados simples no “Nível 1”, que quem tem um conhecimento científico mínimo pode fazer. As pessoas podem progredir para níveis mais altos obtendo treinamento ou permanecer no Nível 1.

A “escala de participação das contribuições científicas do cidadão”, cortesia do professor Muki Haklay da Universidade de Londres.

Digamos que você trabalhe em uma redação que está interessada em aproveitar a experiência de seus membros para melhorar o seu jornalismo. Sua escada de participação pode ser parecida com esta:

  • Degrau inferior: Pedir aos membros do público que completem uma pesquisa de opinião sobre as suas áreas de especialização e no que eles estão mais interessados ​​(10 minutos).
  • Degrau intermediário: Pedir aos membros do público com experiência relevante que respondam a uma pesquisa mais detalhada ou conversem com o seu repórter para oferecer uma opinião sobre um assunto específico (30 minutos).
  • Degrau mais alto: Pedir a especialistas para revisar uma matéria antes da publicação, para serem painelistas em um webinário sobre um assunto, para participarem da seção de comentários abaixo da matéria respondendo a outras perguntas ou então para realizarem em conjunto a reportagem com o jornalista (3 horas ou mais)

Uma boa maneira de começar a construir a sua própria escada de participação é observar os tipos de participação que você já oferece e , em seguida, categorizá-los pelo nível de compromisso que cada modalidade de participação requer. Atribua as oportunidades de participação a degraus da escada e comece a manter o controle de quantos e quais membros do seu público participam em cada nível. Quando você tiver um pedido de alto comprometimento, você saberá a quem enviá-lo. Já quando quiser um número maior de participantes, também poderá identificar facilmente os pedidos para os níveis mais baixos na escada, que seriam adequados para possibilitar que as pessoas subam os degraus.

A Red / Acción, da Argentina, passou por um processo semelhante em 2020, antes de desenvolver um software que permitirá monitorar a participação do público em um sistema de Gestão de Relacionamento com o Cliente (CRM). A equipe do veículo identificou 21 tipos de participação que ofereciam, e então categorizaram cada um deles como sendo de dificuldade alta, média ou baixa. Eles usarão essas categorizações para garantir que estão frequentemente oferecendo oportunidades de participação baixa, bem como outras mais aprofundadas. 

Em outras palavras, não se deve espalhar a participação por todos os membros do seu público igualmente. Em vez disso, deve-se combinar os pedidos de participação significativa com aqueles que já demonstraram maior entusiasmo e participaram com profundidade, e, por outro lado, fazer pequenos pedidos de participação àqueles que você está tentando fazer subir em sua escada de participação.