Como adotar uma mentalidade de produto

Não existe uma fórmula simples e apropriada a todos os programas de membros. Um programa demanda tempo, experimentação e ajustes para dar certo — e até mesmo a resposta “certa” mudará com o tempo. É por isso que o Membership Puzzle Project diz que o elemento fundamental de um programa é a “tentativa”. Após se informar, teste uma ideia para ver se ela funcionará com os membros. Revise-a, se necessário, ou deixe-a de lado, se não estiver funcionando. O truque é não investir demais em nenhuma tentativa até você ter certeza de que tem algo eficaz.

É por isso que o pensamento de produto é uma habilidade crucial para redações com membros. O pensamento de produto é uma mentalidade que enfatiza a tomada de decisões baseada em dados e não no instinto, e que valoriza ideias testáveis em vez de processos fechados. É uma abordagem baseada na gestão de produtos digitais, disciplina muito difundida no ramo de desenvolvimento de softwares. O pensamento de produto ajuda um meio de comunicação a gerar colaboração entre as suas equipes e a aproveitar o potencial de parcerias interdisciplinares.

Como um programa de membros abrange os setores editorial, de tecnologia, de receitas e de relação com a comunidade, ele exige métodos de gestão de produtos, uma disciplina abrangente que se concentra em estratégias para o desenvolvimento, lançamento, melhoria e suporte dos produtos de uma organização.  (Aqui está uma análise útil da diferença entre gestão de produto e de projetos).  Mesmo somente uma pequena experiência para testar e aprender com membros em potencial pode ajudar enormemente um meio de comunicação em seus esforços para desenvolver um programa de membros. 

Um produto pode ser qualquer coisa que um meio de comunicação cria para resolver um problema ou atender a uma necessidade. Um produto eficaz atende a um público-alvo bem definido e geralmente está vinculado a uma forma específica de obter receita. Um produto pode ser digital — como, por exemplo, um aplicativo ou o recurso de um site — ou pode ser físico — como, por exemplo, uma série de eventos. Um produto pode servir a pessoas de fora do seu veículo  (como uma newsletter) ou pode ser algo criado para servir a sua equipe de funcionários (o Sistema de Gestão de Conteúdos de sua redação, por exemplo, é um de seus produtos internos).

Pense em seu programa de membros como um produto —e , à medida que ele adquire complexidade, como uma série de produtos. 

O pensamento de produto para membros gira em torno de um ciclo central de: 

• Estabelecer metas concretas
• Gerar ideias criativas
• Enfocar-se nas necessidades de seus membros 
• Realizar testes rápidos
• Avaliar os resultados e replicar

Como qualquer produto, sua estratégia de membros dá certo quando todo o seu veículo, da redação até a equipe de receita, entende e apoia o seu objetivo. Ao tratar o seu programa de membros como um produto, você pode atender às necessidades do seu negócio e capacitar a sua equipe para fazer ainda mais. Isso inclui capacitar a sua equipe para celebrar e aprender a partir das próprias falhas. Ao tratar o fracasso como uma oportunidade de aprendizado, você já está alinhando a sua organização com o pensamento de produto.

Nesta seção, revisaremos ferramentas fundamentais para o pensamentos de produtos e fluxos de trabalho que se alinham com valores essenciais da área. Você pode adotá-los independentemente do tamanho ou da idade de seu veículo. 

No final da seção, veremos se você precisa de uma equipe formal de produtos e discutiremos algumas barreiras comuns ao pensamento de produto em meios de comunicação.