Quais são os métodos de pesquisas de audiência mais comuns?

Depois de identificar a pergunta que você quer responder com a pesquisa de audiência, definindo o objetivo dela, você vai ter uma série de opções para “como” realizá-la. 

Basear-se em pesquisas existentes

O primeiro passo para começar a tentar responder a uma questão com uma pesquisa de audiência é buscar materiais existentes e pesquisas sobre o assunto. O Digital News Report, publicação anual do Reuters Institute for the Study of Journalism, costuma ser um ponto de partida útil. Para pesquisas de mercado e sobre concorrência, a nossa equipe de pesquisa sugere que você faça uma pesquisa com dados secundários (isto é, uma desk research, ou uma pesquisa com dados já existentes), ou então recorra ao comScore, ou ao serviço equivalente em sua região. 

As seguintes entidades frequentemente publicam ou divulgam pesquisas que podem ser úteis (listadas em ordem alfabética):

Observe as suas métricas

O passo seguinte é consultar as suas métricas. Em geral, perguntas sobre como as pessoas se comportam — como a frequência com que estão lendo a sua newsletter, ou a que hora do dia a abrem — são melhor respondidas prestando atenção nas métricas. Dependendo do que você está tentando entender sobre os membros do seu público, você pode encontrar tudo o que precisa saber nestes dados.Mas se você tiver dúvidas sobre como os membros do público se sentem ou pensam sobre algo, isso exigirá outros métodos de pesquisa. Padrões em suas métricas também podem acabar levantando questões sobre o comportamento dos membros do seu público que exigem uma pesquisa de opinião ou entrevistas para serem respondidas. Ainda não tem certeza de quais métricas monitorar? Veja a seção “As métricas de um programa de membros” para ter mais informações sobre como elaborar uma estratégia de métricas que forneça informações ​​do seu público que possam se traduzir em ações.

Use pesquisas de opinião (surveys)

As pesquisas de opinião (ou surveys, em inglês) são o meio mais comum para conduzir pesquisas de audiência e podem ser particularmente úteis ao tentar coletar feedbacks específicos ou informações quantitativas sobre o seu público. Os questionários utilizados em pesquisas de opinião são uma boa maneira de rapidamente coletar muitas respostas, então se uma grande amostra for mais importante do que nuances para responder a uma pergunta específica, esta é uma boa alternativa. 

As pesquisas de opinião não são boas opções quando você precisa de informações que permitam entender as motivações, hábitos ou necessidades subjacentes de seu público. Para este tipo de coleta de dados, recomendamos grupos focais ou entrevistas — consulte a seção abaixo para obter mais informações sobre esses métodos.

Faça entrevistas

As entrevistas exigem muito tempo e trabalho, mas podem gerar insights incríveis sobre o seu público quando bem feitas. As entrevistas são uma boa opção para compreender motivações, esmiuçar comportamentos, obter feedback e extrair novas ideias. As entrevistas também são úteis quando você precisa ser muito específico sobre de quem você quer receber feedback. As entrevistas não são um bom método para catalogar comportamentos. As pessoas são notoriamente ruins em relatar de modo objetivo o seu próprio comportamento, e as suas métricas lhe darão uma imagem mais precisa de como o seu público se comporta.

As entrevistas podem ser o seu principal meio de pesquisa de audiência ou podem ser feitas em conexão com uma pesquisa de opinião. Você pode oferecer entrevistas como uma opção adicional ao final de uma pesquisa de opinião com seu público  — a última pergunta pode ser, “você gostaria de falar com um membro de nossa equipe por 30 minutos ao telefone?”. Você também pode começar com uma série de entrevistas para descobrir no que se concentrar em uma pesquisa de opinião que enviará a todo o seu público.

Prefira entrevistasPrefira pesquisas de opinião
Quando você precisa ser muito específico sobre de quem você quer feedbackQuando você precisa de respostas sobre usos específicos ou de nicho
Quando você está procurando detalhes sobre por que as pessoas pensam, consomem informações e compram da maneira como fazem Quando você precisa informações de um grupo amplo e geograficamente espalhado de pessoas
Você precisa de novas ideiasQuando precisa de um feedback rápido sobre um trabalho em andamento

Realize grupos focais

Grupos focais são uma boa maneira de se obter feedback qualitativo rapidamente e podem ser uma boa opção quando você precisa de mais nuances do que uma pesquisa pode oferecer, mas não tem recursos para fazer muitas entrevistas individuais. Esses grupos também fornecem uma rara oportunidade de ver como as pessoas podem impulsionar o pensamento umas das outras. 

Você pode conduzir um grupo focal selecionando um punhado de pessoas (recomendamos entre cinco e dez pessoas que representem os membros do público que mais importam para o seu assunto ou pergunta). Se o número for muito pequeno, a conversa pode ficar empacada, exigindo intervenções de sua equipe. Se houver gente de mais, você não ouvirá o suficiente de nenhum indivíduo para obter informações que possam virar ações.